segunda-feira, 9 de março de 2009

Poderio

A palavra.
A força da palavra.
O caminho da bruxaria,
A conquista da dor.

Praguejaste!
Pragas de consciência.

Documentos mofados.
Arquivos enjaulados
Na gaiola virtual.
Arquivos dispersos
Em vidraça escura.

Tratados impostos
Submetidos aos fracos.
Aos corajosos.
Línguas cantam na vitrola.
Vozes gritam do lado de fora.
Da janela. E o sol?

O sol em seu reino
O rei dos reis, ora.
Rei de si, rei. Só.
Enxugador de urinas.
Destruidor de ruínas.

A igreja.
A jóia ofuscante.
Os rumores da farsa,
Os ensaios de vida.
Choraste!
Lágrimas em desvaneios.

Fotografias envelhecidas,
Sonham.

Um comentário:

Adalberto Day disse...

Belli
Parabéns pelo seu trabalho. Como sempre, boas novidades para todo mundo poder aproveitar.
Um abraço Adalberto Day cientista social e pesquisador