quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

TARDE DE DOMINGO

ARMÁRIO NU, TRÉPIDO
CALADO, BERRA AO ABRIR
DESPIDO PELA DESPEDIDA.

CERRAM-NO, SOLITÁRIO.

DETALHES, COR PÚRPURA
POR PURA OCASIÃO
SUA EM SUA PAREDE.

ARRANHAM-NO, INDEFESO.

ODRE DE AFETOS
SE PARTEM,
PARTINDO

[ELAS]

PORTAS, CHAVES, GAVETAS:
E O DESALENTO
EM MOVIMENTO LENTO
DE UMA DEIXA
SE ESGUEIRA
POR ENTRE AS GRETAS.

Um comentário:

Augs disse...

simplicidade que escorre os lábios.
;*